segunda-feira, 24 de abril de 2017

Lolita – A obra controversa de Vladimir Nabokov (Resumo)

Imagem André Stanley


Versão resumida

Ficha técnica:
Livro: Lolita
Autor: Vladimir Nabokov
Ano de Lançamento: 1955
País: EUA
Gênero: Romance Americano/Ficção

A genialidade de Nabokov é evidenciada a cada capítulo. As passagens mais geniais são uma sucessão de coincidências tragicômicas que marcam estrategicamente o enredo, dando uma dinâmica essencial ao desfecho de cada situação. Se trata de uma narração em primeira pessoa das memórias do professor universitário francês Humbert Humbert que vive nos EUA. Humbert se apaixona pela filha de sua anfitriã, uma garota de 12 anos. Paixão que vai levar o protagonista a fazer qualquer coisa para possuí-la. Sua conduta criminosa é narrada de forma crua e detalhada por ele próprio. Como se trata de suas memórias a respeito dessa paixão incontrolável que vai leva-los a uma viagem pelas estradas de alguns estados americanos, a história se assemelha a uma narrativa de viagem com fortes elementos subversivos. Em alguns momentos o narrador protagonista tenta justificar suas ações, como se estivesse conversando com o leitor, mas ele próprio não parece ter a intenção de se redimir de seus crimes, em várias passagens ele se auto intitula como um pervertido sexual.
As questões sempre levantadas a cada uma de suas ações parecem ser: Será que Humbert é um doente que precisa de tratamento? Será que ele está simplesmente apaixonado? Ou será que ele é um monstro? O livro não se presa a responder essas questões, deixando ao leitor essas reflexões. Ou seja, se você está com receio de ler o livro devido as polemicas que ele levanta, saiba que esse não é um bom argumento, é importante conhecer, um pouco, de como funciona a cabeça de um criminoso, isso enriquecerá seu repertório de personagens que carregam mundos complexos dentro de si e que por isso nos fazem pensar sobre nós mesmos e nossas relações com os outros.

Leia o artigo inteiro


André Stanley alcunha de André Luiz Ribeiro é professor e escritor; autor do livro “O Cadáver” (Editora Multifoco – 2013); É membro efetivo da Asso. Dos Historiadores e pesquisadores dos Sertões do Jacuhy desde 2004. Atua hoje como professor e pesquisador de História Cultural. Também leciona língua inglesa, idioma que domina desde a adolescência, Administra e escreve para os blogs: Blog do André Stanley (blogdoandrestanley.blogspot.com) – Sobre História, política, arte, religião, humor e assuntos diversos e Stanley Personal Teacher (stanleypersonalteacher.blogspot.com) onde da dicas de Inglês e posta exercícios para todos os níveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Populares